Caso Madeleine McCann pode enfim ter desfecho e verdadeiro assassino é cogitado


Por Michelli
quarta, 08 de maio de 2019

Nos 12 anos que se passaram desde o desaparecimento de Madeleine McCann, as teorias rodaram, mas pouco foi descoberto para decifrar o que realmente aconteceu com a criança que desapareceu de um quarto de hotel em Portugal.

É uma história que conquistou o mundo, tornando-se o caso da pessoa desaparecida mais divulgada na história moderna, enquanto os perturbados pais Kate e Gerry McCann continuam sua busca por Maddie. Agora, um suspeito-chave emergiu com um passado criminoso horrível.


O serial killer e pedófilo Martin Ney, apelidado de “homem mascarado", está sendo interrogado de acordo com o caso, já que acredita-se que ele se encaixa na descrição de um homem agindo de forma suspeita nas horas antes de Madeleine desaparecer em 2007.

O alemão de 48 anos de idade foi condenado à prisão perpétua em 2012 por assassinar três crianças e abusar sexualmente de outras dezenas, relata o The Sun.

Em 3 de maio de 2007, Maddie estava dormindo no apartamento de sua família com seus irmãos gêmeos, enquanto seus pais jantavam a 55 metros de distância em um bar do complexo com os amigos. Ela foi descoberta como desaparecida por sua mãe, Kate McCann, tarde da noite, durante uma verificação de rotina das crianças.